Escolha o fundo do site

Dados Gerais

  • Localização: Depressão Central
  • Micro-região: Vale do Taquari
  • Latitude: 29° 33’ 06” Sul
  • Longitude: 51° 44’ 07” Oeste
  • Clima: Temperado
  • Precipitação Pluviométrica: 1500 a 1800 mm/ano
  • População: 7.744 hab. - censo de 2000
  • Eleitores: 5.578 em 2000
  • Distâncias: Taquari - 35 Km
  • Teutônia - 14 Km
  • Estrela - 30 Km
  • Porto Alegre - 100 Km
  • Gentílico: Paveramense
  • Produto Interno Bruto (PIB) - 218
  • Lei de Criação: Lei Estadual Nº 8.560,
  • Data de criação: 13/04/1988
  • Data de instalação: 1º/01/1989
  • Município de origem: Taquari
  • Área: 169,20 Km²
  • Altitude média: 70 a 500 metros do nível do mar
  • de Acesso: BR 386 – VRS 335 (pavimentada)

Infra-estrutura turística do Município

  • Hospedagem: Hotel e Restaurante Paverama; Hotel e Restaurante Rosinha Ltda
  • Gastronomia: Rest. com comidas caseiras, Churrascaria Rosinha
  • Meios de Locomoção: Ônibus e Van
  • Serviços de saúde: Hospital São João e Postos de Saúde
  • Programação de viagens e turismo (agências, empresas de ônibus)
  • Empresa Brilhatur; Auto Viação Paverama; Auto Viação Santa Manoela; Auto Viação Porto-alegrense
  • Serviços Bancários: Agência do Banco do Brasil e Banrisul
  • Meios de Comunicação (rádio, jornais): Sucursal do Informativo de Lajeado e Rádio e Folha Popular de Teutônia

Relevo

Estendendo-se do leste para o oeste, o Morro Azul, é uma ramificação da Serra Geral, dando uma visão muito bonita de suas formas onduladas para quem se desloca do sul do Município em sua direção.

Apresenta as denominações locais de Morro dos Feyh, Morro do Nicolau Kunsler, Morro do Chapadão e vai declinando em direção ao Município de Teutônia.

O Chapadão é um divisor de águas que une o Morro Azul com o Morro Paris (fora do nosso Município), conduzindo-se para os arroios de Paverama e Brochier.

Há no alto do Chapadão e do Morro azul dois locais onde em dias bastante claros pode-se avistar a olho nu, Porto Alegre.

As terras em geral, são bastante acidentadas e vão declinando para o sul até a divisa com Taquari e Triunfo.

No alto dos morros ainda existe boa reserva de mata nativa. Constata-se, porém, a grande destruição das mesmas para que as terras sejam transformadas em áreas agrícolas e reflorestamento com espécies exóticas para a produção de madeira e tanino.

No reflorestamento predominam a acácia e o eucalipto com plantações bastante expressivas. Entre as espécies nativas destacam-se os pinheiros, o cedro, o louro, a canjerana, o angico, a canela, a guajuvira, o ipê, etc...

Nos pomares predominam as espécies cítricas: laranjas, bergamota, limão e algumas variedades de pêssegos e ameixas. É bastante cultivada a melancia e o melão.

Quanto à fauna destacam-se os animais domésticos, variedades bastante grande de pássaros que habitam os matos e serpentes venenosas que causam temor, principalmente aos agricultores.

Hidrografia

É formada pelos seguintes arroios: Arroio Grande, Arroio Rodrigues, Arroio Boa Esperança, Arroio Concórdia, Arroio Morro Bonito, Arroio Posses, Arroio da Invernada, Arroio Santa Cruz, Arroio Feyh, Arroio Lajeadinho, Arroio Cachimbos, Arroio Canta Galo, Arroio Bela Vista, Arroio Santa Manoela, Arroio Linha Brasil, Arroio Capivara e outros menores.

Aspectos Econômicos

O sustentáculo econômico do Município, no passado, baseou-se, principalmente, na agricultura, na pecuária leiteira e na acacicultura. Caracterizou-se por minifúndios bastante produtivos, evidenciando-se o cultivo da soja, milho, feijão, trigo, mandioca e cana-de-açúcar. Encontra-se nas propriedades rurais a criação de aves e suínos.

Nos dias de hoje, o impulso maior é dado com a implantação de fábricas de calçados que ativou a utilização da mão-de-obra local. A construção de aviários de corte e postura veio acrescentar mais um elemento na base econômica do Município. Há uma grande preocupação da Administração Municipal procurando incentivar a implantação de novas indústrias para diversificar o mercado de trabalho, dando oportunidade à população local, evitando, assim, o êxodo, principalmente dos jovens.

Cultura e Folclore

O Município conta com o CTG Estância do Siqueira, Grupo de Danças Folclóricas Alemãs “Origens”, quatro corais, sendo um com mais de 80 anos de existência e vários conjuntos musicais.

Há ainda a Sociedade Aliança que é o lugar de promoções e eventos sociais, Ginásio de Esportes, Pavilhão de Festas e eventos das Comunidades interioranas, Clubes Esportivos, Salões de Baile, etc...

Habitação

O Município ainda não sofre o problema da falta de moradia. A maioria das casas é de alvenaria, tanto na cidade como no interior. Nas vilas da periferia e na zona rural encontramos muitas casas de madeira. Há uma preocupação evidente com a higiene e a maioria possui boas instalações hidro-sanitárias. Boas hortas e bonitos jardins embelezam as casas e concorrem para a economia doméstica.

O Hospital São João dirigido pelas Irmãs Franciscanas de Maria Auxiliadora constitui-se de 32 leitos, bloco cirúrgico para pequenas intervenções, como obstétrico, ambulatório, dois médicos, Radiografia e Ecografia. Possui convênio com o INSS e IPE.

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais possui atendimento médico e odontológico para os seus associados conveniados com o Funrural e Unimed.

Aspectos Religiosos

Em Paverama existem predominantemente, duas religiões: a Católica e a Evangélica que caracterizam-se pela união entre os dois tradicionais credos. Atualmente nota-se outros credos com relativo número de adeptos, principalmente na periferia do Município.

Aspectos Culturais

As raízes da cultura local se embasam nas origens dos imigrantes que aqui se radicaram, trazendo consigo as tradições culturais de sua terra, tais como: os Kerbs, os Corais, as Festas Populares, as danças folclóricas, a religião, o idioma, a culinária, usos e costumes.

Aspectos Educacionais

Os primeiros professores particulares começaram a atuar por volta do ano de 1865:

  • Em Santa Manoela: Nicolau Scheid, em 1865;
  • Em Paverama: Bárbara Wecker, em 1870 e João Luís Ferts, de 1905 a 1912;
  • Gonçalina Pinto Vilanova - Professora da primeira Escola Pública Estadual, em 1902;
  • Marcolina Horn – Professora da Escola Particular de Morro Bonito, em 1920;
  • Bernardo Schneider – Professor da Escola Particular de Vila Rica, em 1922.

Atualmente, o município de Paverama possui oito (8) escolas de Ensino Fundamental e cinco (5) de Educação Infantil, sendo que também complementam o quadro duas (2) Escolas Estaduais

Voltar para a página inicial

Prefeitura Municipal
de Paverama

Rua 4 de Julho, 7220 - Centro - CEP: 95865-000
Telefone: (51) 3761-1044 | Fax: (51) 3761-1001
Horário de Atendimento ao Público: manhã 08:00hs às 12:00hs
Tarde 13:30 hs às 16:00hs